Como saber se meu número de celular vazou no hack do Facebook – FB


Como saber se meu número de celular vazou no hack 1 do Facebook

Após a notícia da invasão de várias contas no último fim de semana, a pergunta é inevitável:como saber se meu número de celular vazou no hack do Facebook? Desde que Mark Zuckerberg criou a maior rede social do mundo, notícias de hacks generalizados, venda de dados para empresas externas como Cambridge Analytica ou simplesmente mau uso das informações fornecidas pelos usuários têm sido recorrentes, então, de uma forma ou de outra, é provável que suas informações tenham sido comprometidas.

Para descobrir se este último ataque revelou seu número de telefone, existe um site queAjude os usuários a saber se suas contas foram comprometidas em ataque. Fui sacaneado? (HIBP, por sua sigla em inglês) Tornou-se referência no mundo das redes sociais por ajudar você a saber se sua conta está entre as afetadas em casos como este do Facebook ou vazamentos por falhas de segurança de outras redes como LinkedIn ou Twitter, por exemplo.

Só podemos tirar as dúvidas inserindo o nosso número de telefone na barra de pesquisa (com formato internacional, ou seja, com ‘+34’ no caso da Espanha ou o código que corresponde ao seu país antes do número) e clicando em ‘ pwned? ‘. Este site foi criado por Troy Hunt, especialista em segurança cibernética e diretor regional da Microsoft, e somaram os 533 milhões de números revelados pelo hack, para que as pessoas pudessem ver se eles estavam entre os afetados.

Fui sacaneado?

No caso de você ter tido o azar de ser um dos ‘sortudos’ com este hack, o próprio site lhe dará dicas sobre como proceder para alterar sua senha do Facebook e reforce sua segurança com procedimentos como a verificação em duas etapas. Os especialistas em cibersegurança recomendam sempre o uso de uma única senha para cada rede social ou aplicativo utilizado, bem como um gerenciador de senhas para torná-los mais resistentes a ataques de computador, dicas que nem sempre seguimos, mas que devemos levar em consideração para que nossa os dados não são expostos de forma tão alegre.

O HIBP detalhou que “el valor principal dos dados é a associação de números de telefone com identidades; Embora cada registro incluísse um número de telefone, apenas 2,5 milhões continham um endereço de e-mail. A maioria dos registros incluía nomes e gêneros, e muitos também detalham datas de nascimento, cidades, relacionamentos e empresas”. O Facebook, por sua vez, deu um comunicado à mídia especializada Mashable no qual afirmou que “Esses dados são antigos, informados anteriormente em 2019. Encontramos e corrigimos esse problema em agosto de 2019”.

Críticas ao Facebook por seus problemas de segurança

O fato de ter tentado minimizar o vazamento apelando para a idade dos dados não o impediu de ter críticas ao Facebook por seus problemas de segurança. Gaurav Laroia, especialista em privacidade na Internet, lamentou no Motherboard, portal de tecnologia da Vice, que “É claro que o Facebook não leva a sério suas obrigações de segurança. O fato de terem demorado dois anos para reconhecer esse vazamento também é um problema sério. (…) Este incidente tem que ser investigado”.

Em nota divulgada no blog do Facebook, a rede social de Mark Zuckerberg, cujo número também está entre os afetados pelo ataque, destacou quefazer com que os usuários revisem suas configurações de privacidade para que nada que seja considerado privado possa ser revelado em público.

Mais novidades no Facebook

500 milhões de dados de usuários do Facebook vazaram. Você é um dos afetados?

Último Donald Trump: quer lançar o novo Facebook

Como excluir completamente sua conta do Facebook em 2021

Verifique quais aplicativos têm acesso à sua conta do Facebook








Publicado en TuExperto el
2021-04-07 06:28:54

Autor:
Agustín Galán

Visite el articulo en origen aqui

(Visited 18 times, 1 visits today)

Te podría interesar